Homens de rosa e mulheres de azul entram de graça no ensaio da Rosas

Anúncios grátis 868410

Por Arnaldo Sampaio de Moraes Godoy. Trata-se do excerto no qual o pensador francês discute o tema dos nativos brasileiros: é o famoso capítulo dos canibais de Montaigne. Referia-se a alguém que esteve no Brasil. A cabeça do inimigo trucidado era pendurada à entrada da casa, como um troféu [13]. A vitória, no entanto, exigia o reconhecimento do oponente, no sentido de que fora derrotado, isto é, a conquista tinha como pressuposto um vencido que aceitava a perda, em sua alma e consciência [14]. Quanto mais esposas o marido tivesse, mais as mulheres deteriam prestigio, o que aumentava a importância das próprias esposas. Referia-se ao que se fazia na Europa o que via de fresca memória e ao que os europeus faziam na América, em óbvia referência à conquista do Novo Mundo. As narrativas do Padre Bartolomeu de las Casas ilustram esse genocídio. A desigualdade era o que mais chocou aqueles poucos autóctones com os quais Montaigne conversou.

Uma das questões mais antigas que a filosofia tenta responder é Qual a fonte do conhecimento humano? Seríamos, portanto, o resultado das escolhas que fizemos segundo as imposições de nosso patrimônio genético e das oportunidades que temos na vida. Segundo eles, a âmago humana teria uma espécie de repositório de informações conferidas por Deus, e isso validaria as certezas sobre as coisas do mundo. Contra essa ensinamento, John Locke , um dos restante importantes filósofos ingleses modernos, escreveu um livro chamado Ensaio Acerca do Harmonia Humano , que inaugurou a imitadores chamada Empirismo Britânico. Na época, Locke foi muito influenciado pela ciência moderna, baseada em observações. Segundo Locke, Omnipotente nos conferiu apenas as faculdades para que pudéssemos adquirir conhecimento, dentro de certos limites. De onde lhe provém este vasto estoque, que a ativa e que a ilimitada fantasia do homem pintou nela com uma variedade quase infinita? A isso respondo, numa palavra, da experiência. O que Locke diz é que somente a experimento nos fornece as ideias que habitam nossos pensamentos.

Durante dez anos, Cavaco Silva abriu o país ao exterior, recuperou a economias e assegurou as condições para uma inédita mobilidade social. Terminado o período de emergência, a política portuguesa radicalizou-se. Ao celebrar uma aliança com a extrema-esquerda, o PS juntou-se às forças mais situacionistas e mais conservadoras da sociedade portuguesa. Capturou o Estado e impôs políticas que reforçaram os lóbis e as corporações enquistadas no apetrechos de Estado, utilizado para fazer desenrolar-se os interesses paroquiais da geringonça. Hoje, o PS enjeita qualquer reforma que possa abalar o status quo que conduziu o país ao pântano. Porque o PS concebe o Estado quanto um veículo para comandar a sociedade, desenvolveu uma cultura de arrogância perante quem questiona a bondade do poderio socialista. Através de um dirigismo estatal que condiciona fortemente a liberdade, a esquerda insiste que apenas se move pelo combate às desigualdades e às discriminações sociais. Nos anos mais recentes, a esquerda voltou a apostar no estatismo como motor do desenvolvimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published.